SEMINÁRIO VALE SUSTENTÁVEL REÚNE MAIS DE 100 PESSOAS PARA DISCUTIR DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E AGREGAÇÃO DE VALOR DO VALE DO CAFÉ

Organização


Patrocínio




Apoio




Conheça as apresentações do seminário Vale Sustentável que foi realizado nos dias 11 e 12 de março de 2013 em Vassouras – RJ.

Dias 11 e 12 de março de 2013 foi realizado no CTS – Alimentos e Bebidas em Vassouras o Seminário Vale Sustentável

Mais de 100 pessoas estiveram neste Seminário onde foram discutidas desde políticas públicas até indicação geográfica como agregação de valor para a região do Vale do Café.

Antonio Tavares, Gerente Executivo do Centro de Tecnologia SENAI – Alimentos e Bebidas, deu as boas vindas e convidou o público presente a conhecer e desenvolver parcerias o CTS – Alimentos e Bebidas, que realiza projetos de pesquisa, de desenvolvimento e  consultoria tecnológica, considerando a necessidade, cultura e realidade das empresas como ponto de partida para a customização da solução.

Antonio Tavares (CTS - Alimentos e Bebidas), Maria Beatriz Martins Costa (Planeta Orgânico) , Fernanda Cunha ( Sec,Turismo e Desv.Econômico Vassouras) Bernardo Ariston (MAPA), Celso Merola ( MAPA)

A equipe técnica especializada do CTS – Alimentos e Bebidas, capacitada pelo Programa Alimentos Seguros (PAS), projeto responsável pela disseminação de informações e formação de profissionais em segurança dos alimentos, apóia tecnicamente as empresas da cadeia de alimentos e bebidas a implantar as ferramentas de qualidade para produção de alimentos seguros. Este apoio se dá por intermédio de serviços de consultorias e treinamentos.

A Secretária de Turismo e Desenvolvimento Econômico da Prefeitura de Vassouras, Fernanda Cunha, manifestou o interesse e a disponibilidade da Prefeitura de Vassouras em apoiar iniciativas que agreguem valor e tragam benefícios ao Município de Vassouras e ao Vale do Café.

A mesma disponibilidade manifestou o prof. Miguel Rascado Fraguas, coordenador dos cursos de graduação em Engenharia Química, Engenharia Ambiental e Química Industrial, da Universidade Severino Sombra.. Em nome da instituição, Miguel ofereceu apoio técnico ao projeto e afirmou que a Universidade Severino Sombra está de portas abertas, no intuito de contribuir com a comunidade.

Miguel Fraguas (Universidade Severino Sombra) e Luis Otavio Nunes ( CTS-Alimentos e Bebidas)

Importante registrar que em 30 de janeiro de 2013, Vassouras foi uma das duas cidades do Estado do Rio de Janeiro contemplada pelo PAC 2 – PAC Cidades Históricas (a outra cidade contemplada foi o Rio de Janeiro). O objetivo do PAC 2 é tornar o patrimônio cultural um indutor de geração de renda, agregação social e afirmação das cidades históricas.

O Ministério da Agricultura esteve muito bem representado neste Seminário.

Bernardo Ariston, Superintendente Federal de Agricultura no Estado do Rio de Janeiro, respondendo perguntas durante o Seminário

Bernardo Ariston, Superintendente Federal de Agricultura no Estado do Rio de Janeiro / MAPA, prestigiou o Seminário Vale Sustentável durante os dois dias do evento, respondeu perguntas do público presente e reforçou a importância do Estado do Rio de Janeiro no cenário nacional, como segundo maior mercado consumidor do Brasil.

Celso Merola, Diretor Técnico da Superintendência Federal de Agricultura/MAPA, destacou a parceria entre Ministério da Agricultura e CTS – Alimentos e Bebidas com significativa oportunidade para promover o Vale do Café e o resgate da cultura do café nesta região. Celso é um conhecedor do café no Brasil e um entusiasta das iniciativas envolvem o tema.

Gilberto Mascarenhas, que tem reconhecido conhecimento  em indicação geográfica, fez uma apresentação sobre o território e suas tradições como estratégia de identidade e revalorização local. Partindo de uma abordagem sobre o novo paradigma de consumo e produção sustentáveis, Gilberto concluiu apontando potencialidades de uma ação público-privada para o Vale do Café,, um território com elevadas potencialidades para o desenvolvimento de uma ação em rede voltada para valorização da região..

Também pelo Ministério do Agricultura, Bernadete Braga trouxe dados do Agroturismo na União Européia que  movimentou 12 milhões de Euros em 2002, e apresentou o caso de sucesso da região Emilia-Romana. Bernadete considera fundamental entender a região como o VALE DO CAFÉ e não como municípios isolados e, em conjunto,  estabelecer  um calendário sustentável de eventos para a região.

Roberto Leite (ABRABIO) e Silvio Galvão  (presidente da Pesagro) falaram no painel sobre as oportunidades dos mega eventos no Rio de Janeiro. Ambos destacaram que o mais importante é o legado e a otimização dos mega eventos para deslanchar e /ou implementar iniciativas que tragam renda e valor para o Estado do Rio de Janeiro. Em 2002 foi lançado o programa PROSPERAR / AGROINDÚSTRIA e desde então já foram implantadas / legalizadas mais de 200 agroindústrias no Estado RJ pelo programa.

Os produtores associados à APRORIO oferecem laticínios, doces, conservas, geleias, embutidos, apículas, produtos derivados da cana de açúcar e outros.

Silvio Galvão também é coordenador do Núcleo Rio de Janeiro da iniciativa Brasil Orgânico e Sustentável, do qual o Planeta Orgânico e APRORIO fazem parte, e está promovendo parcerias com empresas e Governo , visando resultados positivos de longo prazo para o Estado do Rio de Janeiro.

Caso internacionais de valorização da produção local e a presença das parcerias com Gastronomia e Hotelaria no evento Green Rio fizeram parte da apresentação de Maria Beatriz Martins Costa, diretora do Planeta Orgânico. O Green Rio acontecerá dias 8 e 9 de maio no Jardim Botânico do Rio de Janeiro e os resultados do Seminário Vale Sustentável serão apresentados na mesa redonda “Valor Agregado da Origem’.

Lidia Spindola (SEBRAE)

Lidia Spíndola, pelo Sebrae, falou sobre o Programa de Alimentos no Sebrae RJ, que visa aumentar a competitividade e sustentabilidade da Cadeia Produtiva de Alimentos e Bebidas no Estado do Rio de Janeiro, com foco no encadeamento com os micro e pequenos empreendimentos, contribuindo  para promover o aprimoramento da gestão empresarial, a organização de canais de distribuição e agregação de valor. Lídia acompanha o Vale do Café há muitos anos e é uma incentivadora da valorização de produtos regionais.

Josefina Wollak, proprietária da Fazenda Alliança, Município de Barra do Piraí, produz leite orgânico de Vacas Jersey e Búfalas. Josefina também tem produção de frutas orgânicos, bananas prata, Lichia e variedades de frutas da Mata Atlântica. Ao mencionar que buscava parceiros para beneficiamento e venda do produto, Luiz Otavio do CTS pediu a palavra e sugeriu uma visita do CTS à Fazenda Alliança para avaliar uma parceria, sugestão prontamente aceita por Josefina.

Luiz Otavio propõe visita do CTS a Fazenda Alliança, de Josefina Wollak

No segundo dia do seminário, Luiz Otavio Nunes da Silva propôs aos presentes uma visita ao CTS – Alimentos e Bebidas em vez de uma apresentação em Power Point e guiou a platéia presente para conhecer as instalações do CTS desde a panificação até a cervejaria.

O CTS – Alimentos e Bebidas ocupa uma área de aproximadamente 240 mil metros quadrados e conta com infraestrutura de hospedagem (alojamentos e hotel de trânsito) para participantes dos cursos.

Tal visita enriqueceu o evento com esta atração extra que deu direito a uma degustação de cerveja antes da volta ao auditório, o que aumentou o desafio dos palestrantes seguintes…

Marcelo Motta

Marcelo Motta, presidente da Turisplan, uma empresa de Miguel Pereira que desenvolve projetos de turismo sustentável, fez uma  apresentação abrangendo desde a linha do tempo da presença do café no Brasil até os projetos que vem promovendo desde 2003 buscando agregar valor ao Vale do Café. Seu projeto “Café no Vale – um Cluster Turístico no Circuito Vale do Café” vem angariando novos parceiros, entre eles a Cachaça Magnífica, cujo proprietário esteve presente no Seminário Vale Sustentável.

Jane Cantanhede

A professora Jane Cantanhede falou sobre inclusão social através da cultura. Jane ressaltou que portanto as políticas públicas para o setor cultural devem ser o mais democrático e abrangente possível. Jane também falou sobre a importância da população local reconheça e valorize o seu entorno e o contexto no qual está inserida.

Paralelamente às palestras houve uma amostra com produtos de municípios do Vale do Café.

CLIQUE AQUI PARA AS APRESENTAÇÕES DO
SEMINÁRIO VALE SUSTENTÁVEL

__________________________________________________________________________________________________________________

<< voltar