Sebrae Alagoas promove II Seminário de Inovação no Agronegócio

Esse pedaço do Brasil está descobrindo o próprio caminho para o crescimento

Segundo o IPEA, em 2009, o Nordeste foi responsável pela maior fatia do pequeno crescimento da economia brasileira. A estimativa do setor privado aponta que o aumento do PIB nordestino será acima do crescimento do Brasil. “Esse pedaço do Brasil está descobrindo o próprio caminho para o crescimento, com o empreendedorismo local, o desenvolvimento tecnológico, dos serviços, do turismo e da construção civil”, afirmou o economista Maílson da Nóbrega, sócio da Tendências à revista Exame.

Como parte deste desenvolvimento, dia 22 de junho, foi realizado no Sebrae Alagoas, em Maceió, o II Seminário De Inovação No Agronegócio. O Superintendente do Sebrae AL, Marcos Vieira, deu as boas vindas e o compromisso do Sebrae com o tema inovação foi ressaltado pelo Gerente de Agronegócios do Sebrae, Paulo Alvim, que fez questão de estar presente neste Seminário. O evento contou com o apoio do Planeta Orgânico.

Palestrantes de diversos Estados estiveram presentes no Seminário. O grupo Pão de Açúcar, projeto Organics Brasil e o Sítio do Moinho foram empresas presentes levando experiências de comercialização e produção. A inovação no Seminário ficou por conta de trabalhos empreendedores como o apresentado por Ubiratan de Oliveira, da COODAP, Rio Grande do Norte.
A Cooperativa de Desenvolvimento Agroindustrial Potiguar é composta por 20 cooperados e produz o primeiro melão Fair Trade no mundo. Ubiratan falou também sobre contrato assinado com Pillar Group/Univeg, para exportação de 120 mil Kg de melão.

O projeto “Ostreicultura na Região do Litoral do Estado de Alagoas” vem apoiando cultivos de ostras em cinco municípios no Estado.

Manoel Cícero apresentou o projeto “Ostreicultura na Região do Litoral do Estado de Alagoas”. O trabalho vem apoiando cultivos de ostras em cinco municípios no Estado. O SEBRAE e parceiros executam ações de associativismo, tecnologia e capacitação de 100 ostreicultores, que desenvolvem suas atividades nas lagoas e rios do Estado.

A Secretaria de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Agrário – SEAGRI – apresentou o Programa Alagoas Mais Alimentos – Produção Agroecológica Integrada e Sustentável – PAIS. O objetivo do Programa é a construção de um arranjo institucional capaz de promover espaços produtivos sustentáveis e de qualidade, respeitando as especificidades sócio-espaciais das populações com identidade rural, visando a melhoria do auto-consumo e a comercialização dos excedentes.

Alguns números do público beneficiário do Programa da SEAGRI: 1.000 famílias atendidas; 4.000 pessoas ligadas diretamente a atividade (Unidades Individuais e Coletivas); Agricultores familiares; Famílias de baixa renda (igual ou inferior a um salário por mês); Assentados em projetos de reforma agrária; Remanescentes de comunidades quilombolas; povos indígenas.

Em 2010, propriedades rurais de Alagoas, nas regiões do Agreste e do Vale do Mundaú, estão recebendo consultorias para a certificação orgânica com o apoio do Sebrae/AL. O trabalho irá beneficiar os agricultores integrantes dos Arranjos Produtivos Locais (APL) Horticultura do Agreste e Laranja no Vale do Mundaú e para cada propriedade será criado um Plano de Manejo Orgânico.
________________________________________________________________________________________________

<< voltar