MICROPOSTO PARA BIOMETANO

Uma das soluções para a mobilidade sustentável

Uma parceria estratégica

A Bley Energias, concebeu o conceito Microposto para Biometano com base em uma estratégia de mercado para estimular a mobilidade sustentável de veículos, máquinas e equipamentos agrícolas.

A ER-BR apresentou as condições necessárias para desenvolvimento do projeto Microposto a Biometano e assumiu as responsabilidades:

  • Projetar e construir um Microposto para Biometano contemplando as suas tecnologias exclusivas e patenteadas atendendo integralmente a resolução da ANP;
  • Industrialização, comercialização e pós-venda do produto Microposto no mercado nacional e internacional.

Patente requerida

UNIDADE DE REFINO DE BIOGÁS E ABASTECIMENTO DE BIOMETANO
Solicitação de patente INPI Nº BR102917 024793 7

Conjunto integrado de equipamentos para tratamento e refino de biogás com nível elevado de contaminantes para produção de biometano e abastecimento veicular de até 10m3/hora.

Padrões regulatórios

Resultados esperados para Biometano de acordo com a Resolução ANP Nº 8 de 30/01/2015,

“…. Seção I – Das Disposições Preliminares  Art. 1º Fica estabelecida a especificação contida no Regulamento Técnico ANP nº 1/2015, parte integrante desta Resolução.

Parágrafo único. A presente Resolução aplica-se ao Biometano oriundo de produtos e resíduos orgânicos agrossilvopastoris e comerciais destinado ao uso veicular (GNV) e às instalações residenciais e comerciais.

Desenvolvimento do produto

VISÃO

PRODUZIR BIOMETANO a partir do biogás disponívelno mesmo local, para uso em mobilidade de veículos, máquinas e equipamentos agrícolas próprios, prescindeda logística de transporte de gás, necessária para abastecimento centralizado em postos convencionais.

Desenvolvimento do produto

DESIGN BÁSICO

COMPONENTES INTERNOS
Todas as operações necessárias para o refino do Biogás e a obtenção de biometano padrão ANP serão realizadas  em posições sequenciais, obedecendo a desenho exclusivo  e instaladas no interior de um container 4,5 m3.

As tecnologias empregadas em sequência, já foram devidamente patenteadas pela ERBR

COMPONENTES EXTERNOS

a)  Biodigestor para produção de BIOGÁS;

b)  Conexões Biodigestor Microposto

c)  Veículos convertidos para Biometano – Flex;

Desenvolvimento do produto

PROPOSTA DE VALORES

Agregar valor ao biogás produzido em propriedades rurais de qualquer porte, pelo upgrade a biometano.

Abastecer frotas dedicadas de transporte rural e equipamentos agrícolas com combustível produzido no mesmo local de uso.

Reduzir emissões GEE nas atividades do agronegócio

Aumentar retorno com a economia circular do agronegócio

Desenvolvimento do produto

OPORTUNIDADES

Substituir combustíveis fósseis e gerar créditos por redução de emissões GEE. Renovabio e outras políticas nacionais de redução.

Agregar o produto combustível à economia do agronegócio. Geração de renda pelo custo evitado.

Viabilizar o mercado para veículos de passageiros, cargas e equipamentos agrícolas.

STAKEHOLDERS

BENEFICIÁRIOS

Nível 1

Agronegócio da produção de proteína animal, da mandioca, saneamento básico, assentamentos rurais, condomínios de produtores rurais.

Nível 2

Industria automotiva e de máquinas agrícolas

Fornecedores

Idústria de base nacionais e internacionais, comércio e serviços

Influenciadores

Governos, Indústrias integradoras, Cooperativas,   planejadores em energia

Desenvolvimento do produto

DESAFIOS A SUPERAR

- Custo final do produto x Eficiência ANP

- Construção e montagem dos equipamentos do Microposto

- Biogas no meio rural

- Refino do Biogas sem impacto ambiental

- Produzido por biodigestores convencionais. Processos não controlados

- Composição variável CH4 x CO2

- Altos teores de contaminantes. Expressivas variações de H2S (entre 500 a 8000 ppm)

- Umidade saturada e presença de particulados

Desenvolvimento do produto

RECURSOS PRINCIPAIS

- Vendas diretas por encomendas – ERBR Sales force

- Financiamentos específicos – Pronaf, outros

ATIVIDADES PRINCIPAIS

-Apresentação a fóruns específicos

-Implantação de Unidades de Demonstração. PR, SC, RGS, MG, MS

“Não há nada com mais poder  do que uma idéia cuja hora chegou.”


 


MICROPOSTO PARA BIOMETANO

“Unidade de tratamento e refino de até 10 m3/h de biogás para produção e abastecimento de biometano em pequenos volumes.”

O objetivo é abastecer veículos automotores que operam no mesmo local em que o biogás é produzido, como propriedades rurais (suínos, gado de corte e leite, aves) e estações de tratamento de efluentes.

PROCESSO PATENTEADO

O microposto utiliza o mesmo processo desenvolvido nas biorrefinarias para exploração comercial dos elementos que compõem o biogás (CH4 / CO2 / H2S).

Patente de Invenção com enquadramento no programa Patente Verde com registro obtido e carta patente emitida em 2014 junto ao INPI Instituto Nacional de Propriedade Intelectual número BR 10 2013 010204 0 A 2.

QUALIDADE

As características marcantes dos processos desenvolvidos pela ERBR são a simplicidade aliada à alta eficiência.

A qualidade dos produtos resultantes do processo ficou acima dos limites estabelecidos pela ANP Agência Nacional do Petróleo nas suas resoluções: N° 8 e publicada em FEV/2015 e a N° 685 publicada em jun/2017 flexibilizando algumas exigências com relação a qualidade do biometano.

PRINCÍPIO BÁSICO DE FUNCIONAMENTO

Equipamento com patente requerida junto ao Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI) sob Número: BR 10 2017 024793 7

O MICROPOSTO PARA BIOMETANO é montado em um gabinete de dimensões 1500mm x 1500mm x 2300mm. No seu interior estão todas as tecnologias necessárias para fazer o refino/purificação do biogás transformando-o em biometano e para abastecimento direto de Veículos ou SKIDS com cilindros e dispenser para transporte do biometano até o ponto de abastecimento.

Purificação e Abastecimento:

Sistema de compressão do Biogás;
Sistema de circulação e de refrigeração da água e do biogás;
Torre de retenção de H2S, CO2 e NH3 por absorção somente com água – não utiliza produtos químicos nocivos ao meio ambiente;
Torre de filtragem por adsorção com elemento filtrante para remoção seletiva de traços de H2S;
Torre de desabsorção de H2S, CO2 e NH3 – a água é regenerada e retorna para o processo;
Filtros coalescentes para remoção de particulados;
Secador;
Compressor para e dispenser para abastecimento.
Painel de controle e operação (CLP – Controle Lógico Programável).
ERBR 4.0 – monitoramento remoto 24 hrs.

___________________________________________________________________________________________________________

<< voltar