Glossário

glossari

 

 

 

A

Adubação: diferença entre a exigência da cultura e a reserva do solo, que é reposta através dos adubos.

Adubação Verde: prática agrícola de se incorporar ao solo a massa verde ou vegetal, não decomposta, de plantas cultivadas, com a finalidade de se enriquecer o solo com matéria orgânica e elementos minerais.

Adubo Verde: planta cultivada ou não com a finalidade primeira de enriquecer o solo com sua massa vegetal.

Adubação Orgânica: aquela feita com adubos orgânicos, havendo incorporação de matéria orgânica ao solo.

Adubo Orgânico: qualquer resíduo animal ou vegetal.

Adubação Química: a que é feita com adubos químicos, havendo incorporação de sais minerais ao solo.

Adubo Químico: sal mineral, obtido a partir de processos industriais, compostos de macro e micronutrientes.

Agricultura Orgânica: sistema de produção agropecuário que promove a interação entre biodiversidade, ciclos biológicos das espécies vegetais e animais e atividade biológica do solo. Baseia-se no uso mínimo de produtos externos à propriedade e no manejo de práticas que restauram, mantém e promovem a harmonia ecológica do sistema.

Agroecossistema: conjunto compreendido pelo ecossistema natural e ambientes modificados pelo ser humano, contido na propriedade rural, no qual ocorrem complexas relações entre seres vivos, elementos naturais (rochas, solos, água, ar, reservas minerais).

Agrofloresta: sistema agrícola no qual se incluem árvores em agroecossistemas de produção vegetal ou animal.

Antibiótico: 1) Substância produzida por uma espécie de organismos que elimina ou impede o crescimento de outros organismos. 2) Fungicidas e bactericidas que exterminam fungos e bactérias.

B

Biofertilizante: fertilizante orgânico repleto de microorganismos (por isso é considerado um fertilizante “vivo”) usado no solo ou diretamente sobre a planta. Feito a partir de matéria orgânica fermentada (estercos, ou partes de plantas), que pode ou não ser enriquecido com alguns minerais como calcário e cinzas.

Biomassa: qualquer matéria de origem vegetal, utilizada como fonte de energia, para adubação verde ou para proteger o solo da erosão.

C

Calcário: corretivo freqüentemente usado em solos ácidos, sendo constituído de rochas carbonatadas.

Calda Bordalesa: protetor líquido de plantas, feito à base de sulfato de cobre e água de cal.

Calda Sulfocálcica: protetor líquido de plantas, feito à base de sulfato de cálcio, e água de cal, contendo também enxofre.

Cobertura Viva: cultura de cobertura do solo que é plantada juntamente com as culturas principais durante a estação de cultivo.

Cobertura Morta: restos culturais, adubos verdes picados e outros materiais vegetais secos ou em processo decomposição que são depositados sobre o solo, para fins de proteção contra erosão e fornecimento de matéria orgânica.

Composto: adubo orgânico que provém de todos os resíduos da propriedade agrícola, reunidos e preparados sob condições controladas para melhorar as propriedades físicas, químicas e biológicas do solo.

Compostagem: processo de preparação do composto

D

Diversidade:

1) número ou variedade de espécies em um local, comunidade, ecossistema ou agroecossistema.

2) grau de heterogeneidade dos componentes bióticos de um ecossistema (ver diversidade ecológica).

Diversidade Ecológica: grau de heterogeneidade da composição de espécies, potencial genético, estrutura espacial vertical e horizontal, estruturas de alimentação, funcionamento ecológico e mudança no tempo, de um ecossistema ou agroecossistema.

E

Ecossitema: um sistema funcional de relações complementares entre organismos vivos e seu ambiente, com uma determinada área física.

Efeito Residual: tempo em que um agrotóxico permanece nas plantas, nos alimentos, no solo, no ar e na água, podendo trazer complicações de ordem toxicológicas.

Equilíbrio Dinâmico: uma condição caracterizada por um equilíbrio geral no processo de modificação de um ecossistema, possibilitado pela sua capacidade de resistir a transformações significativas. Este estado dinâmico de equilíbrio possibilita uma estabilidade relativa da estrutura e função do ecossistema, apesar de haver modificações e perturbações constantes, em pequena escala.

Erosão: processo de desgaste do solo, causado pela chuva ou vento, em consequência de práticas impróprias de manejo do mesmo.

Esterco: excremento animal usado como fertilizante, o mesmo que estrume.

F

Fosfato: mineral acessório em rochas magmáticas (formadas a partir da lava de vulcões), metamórficas e sedimentares, cuja função é fornecer quase todo fósforo presente no solo.

Fotossíntese: processo realizado pelas plantas dotadas de clorofila, em que ocorre a fabricação de moléculas orgânicas a partir de substâncias simples e na presença de luz.

H

Hortaliças: refere-se a verduras, legumes e condimentos.

Horticultura: parte da agricultura que trata da exploração racional das plantas e se divide nos ramos da olericultura, floricultura, fruticultura e paisagismo.

Hormônio: 1) Princípio ativo das glândulas de secreção dos animais, que também pode ser sintetizado em laboratórios. 2)Substância química produzida pelas plantas ou pela indústria para regular processos fisiológicos das espécies vegetais.

Húmus: produto final resultante da decomposição da matéria orgânica de origem animal ou vegetal, que se caracteriza por uma massa escura, amorfa, heterogênea, insolúvel, possuindo carga negativa e alta capacidade de absorver água. O mesmo que humo.

I

Índice de produtividade: uma medida da quantidade de biomassa contida no produto colhido com relação a quantidade total de biomassa viva presente no restante do sistema.

Insumo: todas as despesas e investimentos que contribuem para formação de determinado resultado, mercadoria ou produto até o acabamento ou consumo final.

L

Lavoura: 1)Propriedade lavrada e cultivada. 2)Plantação.

Legume: hortaliça cujas partes comestíveis são frutos, sementes ou partes subterrâneas.

Leguminosa: planta que frutifica em vagens.

M

Macronutrientes: nutrientes que as plantas necessitam em grandes quantidades (100Kg/hectare/ano), como nitrogênio, fósforo, potássio, cálcio, magnésio e enxofre.

Micronutriente: nutrientes que as plantas necessitam em pequenas quantidades (10Kg/hectare/ano): boro, zinco, ferro, molibidênio, cloro, manganês e cobre.

Microorganismo: ser vivo microscópico. Para atividade agropecuária recebem atenção especial os que habitam os solos e convivem com as plantas e animais de modo benéfico ou prejudicial.

N

Nutrição:

1) Processo pelo qual os organismos retiram do meio a energia e a matéria necessárias ao seu crescimento, multiplicação, manutenção e exercício de suas faculdades.

2) Conjunto de processos assimilatórios, constituindo a ingestão, a digestão, a absorção.

Nutriente: qualquer substância alimentar que entre no metabolismo celular e promova a vida do organismo.

P

Planta Perene: que vive mais de três anos, florescendo ou não todos os anos; o mesmo que perene.

Planta Semiperene: que vive mais de dois anos e menos de três anos, como a cana-de-açúcar.

Produtividade: produção de um solo, expressa em Kg/hectare ou lucro/há, de uma cultura específica sob um sistema de manejo específico.

Produtividade do solo: capacidade de um solo de produzir espécies vegetais de interesse econômico para o ser humano, sob um sistema específico de manejo.

Propriedade Familiar: imóvel rural que, explorado pelo agricultor e sua família, lhes absorve a maior parte da sua força de trabalho, garantindo-lhes não apenas a subsistência como a melhoria do poder aquisitivo e da qualidade de vida.

Q

Quebra-ventos: conjunto de árvores plantadas perpendicularmente à direção do vento predominante com o objetivo de proteger a cultura e o solo da ação dos ventos.

R

Resiliência: capacidade genética dos organismos de resistirem a tensões ou fatores limitadores do ambiente.

S

Sistema Alimentar: metassistema interligado de agroecossistemas, seus sistemas econômicos, sociais, culturais e tecnológicos de sustentação, e sistemas de distribuição e consumo de alimentos.

Sistêmico: que diz respeito a um sistema orgânico; que atinge vários componentes de um sistema ou estrutura. O mesmo que holismo.

Solubilidade: capacidade que uma substância tem de se dissolver num meio líquido.

Suscetibilidade: predisposição de um organismo vivo em sofrer os efeitos de condições adversas.

T

Tolerância: 1) Capacidade do organismo suportar condições adversas sem se desviar das suas funções ou desenvolvimento.2)Quantidade máxima de resíduos de agrotóxicos permitida sobre um produto alimentar ou sobre os seres humanos.

Toxicidade Aguda: poder letal de uma substância ou composto químico, seus derivados ou metabólitos.

Toxicidade Crônica: toxicidade cumulativa de uma substância ou produto químico

Tratos Culturais: operações feitas nas culturas, tais como: adubação, rotação de culturas, manejo da matéria orgânica, entre outros.

V

Valor Nutritivo: valor de um alimento em função de seus nutrientes digestivos.

Variedade: 1)Cruzamento de duas espécies de plantas ou de animais em que há eliminação de plantas atípicas e fixação de caracteres desejáveis para a empresa ou agricultor que realiza este processo. 2)Subdivisão dentro de uma mesma espécie animal ou vegetal.

Veneno: toda substância tóxica que perturba o ciclo vital do organismo e seu bom estado.

Verdura: hortaliça cujas partes comestíveis são folhas, flores, botões ou hastes.

Visão Holística: modo de tratar uma propriedade agrícola, no qual as partes não podem ser compreendidas separadamente do todo. E o todo é diferente da simples soma das partes, pois o que importa é a relação entre as partes.

Vitamina: composto orgânico dos reinos animal e vegetal que atua em pequeníssimas quantidades sendo essencial para o desenvolvimento do ser vivo. Classificam-se em: a) Hidrossolúveis, que se dissolvem em água, sendo constituídas pelas vitaminas B e C. b) Lipossolúveis, que são insolúveis em água e solúveis em solventes orgânicos, sendo constituídas pelas vitaminas A, D, E, e K.

Vulnerabilidade Genética: suscetibilidade de culturas geneticamente uniformes a dano ou destruição casado por surtos de uma doença ou praga, por condições climáticas mais drásticas do que o normal ou por alterações climáticas.

( Fontes: “Dicionário do Agrônomo”, Lúcia Helena S.D.Goulart, Editora Rígel, 1999; Equipe do Conteúdo do “Planeta Orgânico” )

 

<< voltar