ECOCHEFS E TERESA CORÇÃO: COZINHAR PARA TRANSFORMAR PESSOAS

Grupo de chefs do Rio de Janeiro se unem para promover a sustentabilidade no prato
Juliana Dias é jornalista, sócia-diretora da Malagueta Comunicação (www.malaguetacomunicacao.com.br).

Chef Teresa Corção – Presidente do Instituto Maniva

A cozinha é um lugar permanente de transformação, não só de ingredientes, mas de pessoas. Há dois anos a chef Teresa Corção, presidente do Instituto Maniva, convidou alguns cozinheiros do Rio de Janeiro para formar o grupo Ecochefs. A ideia era formar uma rede para atuar com educação do gosto; resgate da memória alimentar brasileira; e a divulgação do conceito Ecogastronomia, que combina prazer e responsabilidade socioambiental.

Hoje, o time conta com 16 participantes que se reúnem uma vez por mês para planejar atividades que estimulem a compreensão do papel da alimentação contemporânea. Entre eles estão Margarida Nogueira, líder do convivium Slow Food no Rio, Claude Troisgros, Flávia Quaresma, Maria Victória, Frédéric de Maeyer, Ciça Roxo, Ana Salles e Ana Ribeiro.  O grupo é formado também por jovens chefs como Joca Mesquita, Leonardo Araújo, Mariana Rodrigues, Ana Carolina Portella e Thomas Troisgros. A força desta brigada está na soma das vivências de cada integrante. Em comum, além da paixão pela comida, eles estão comprometidos com o percurso do alimento e a sustentabilidade deste caminho.

Os Ecochefs são voluntários nos projetos na área de educação do Maniva, fundado há 4 anos por Teresa. Todo mês, eles se revezam na Oficina de Goma e Tapioca, realizada na Escola Municipal Agostinho Neto, no bairro Humaitá. Ao longo do ano letivo, os alunos do ensino fundamental, com idade entre 8 e 11 anos, aprendem a preparar a goma e a tapioca com pitadas de história do Brasil, geografia, música e teatro.            O trabalho final é o Concurso de Recheio de Tapioca, realizado há seis edições. As crianças são incentivadas a criar seus próprios recheios.

Os finalistas apresentam suas criações para uma bancada de profissionais, que tem como padrinho o chef Claude Troisgros.

Em 2010, o grupo ministrou aulas no Curso de Gastronomia Brasileira para alunos do ensino médio, da Escola Estadual Monteiro de Carvalho, em Santa Teresa. Durante seis meses uma dupla de Ecochefs compartilhou receitas e a experiência do dia a dia da profissão, articulando saberes técnicos e culturais, ligados à identidade gastronômica. Além dos projetos educacionais do Maniva, o grupo participa de eventos como palestras, workshops e seminários.

Segundo a presidente do instituto, os Ecochefs têm nas mãos ingredientes que podem fazer a diferença no Brasil. Engajados, eles afinaram sua visão sobre a centralidade da alimentação no cotidiano com o seu ofício. Com isso, têm mais chances de promover mudanças efetivas, ao adicionar paixão e compromisso social na mesma panela. Durante os dois anos de trabalho, o time está se consolidando na estrutura do Maniva. A proposta de Teresa é que a rede, que não é fechada e cresce organicamente, se enraíze em todos os projetos desenvolvidos pela ONG. A mandioca é matéria-prima principal em três frentes: Cultura, Educação e Agricultura. O objetivo é integrar jovens, crianças, cozinheiros, produtores da agricultura familiar e consumidores ao percurso do alimento, desde a terra ao prato.

Para mais informações, acesse www.institutomaniva.org

 

Clique aqui para receita de Tapioca bruleé de côco e erva doce!

http://planetaorganico.com.br/site/index.php/tapioca-brulee/

___________________________________________________________________________________________________________________

<< voltar