notícias

16 Março 2017

 

 

Pesquisa recolhe informações sobre a produção de orgânicos em Santa Catarina

A produção de alimentos orgânicos ganha cada vez mais espaço em Santa Catarina. Procurando conhecer melhor esse mercado e as demandas dos produtores e consumidores, a Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca lança um questionário, disponível online, que irá orientar as políticas públicas voltadas para o setor.

As perguntas podem ser respondidas pela sociedade em geral e também pelas pessoas envolvidas diretamente na produção de orgânicos. O gestor da Divisão de Fiscalização de Insumos Agrícolas da Cidasc, Matheus Mazon Fraga, explica que as informações irão orientar os trabalhos de análise de resíduos, identificando os pontos fortes e fracos na produção de orgânicos em Santa Catarina.

Para que os agricultores também participem da pesquisa, o formulário será respondido por 80 produtores que trabalham com orgânicos, além disso, técnicos, pesquisadores e consumidores poderão colaborar via email ou redes sociais.

O trabalho de acompanhar e fiscalizar produtores, pontos de venda e empresas certificadoras de vegetais orgânicos acontece desde 2012 e, em média, 95% das amostras inspecionadas estão em conformidade com a legislação. O Programa de Monitoramento da Produção Orgânica é considerado destaque nacional por sua amplitude, ao todo são monitorados aproximadamente mil produtores de vegetais orgânicos, distribuídos em todas as regiões do estado. De 2012 a 2017 foram examinadas cerca de 1.700 amostras, metade delas coletadas no produtor e outra metade em pontos de venda.

Para participar da pesquisa basta acessar o link: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSdtpWIoCzT0USn4bVrJE-88tGTuECpczwMfCTbP6JiB4oOoKw/viewform

Fonte: Governo de Santa Catarina

_____________________________________________________________________________________________

Rio de Janeiro e a gastronomia saudável

Através de novos e diversos restaurantes, lanchonetes e lojas que vendem ou utilizam produtos orgânicos, o Rio de Janeiro vem se tornando uma liderança em alimentação saudável e práticas esportivas, especialmente após as Olimpíadas. A gastronomia carioca também estará em destaque no Green Rio (de 11 a 13 de maio) e no circuito gastronômico Rio Orgânico, onde restaurantes irão servir pratos com alimentos orgânicos na semana do evento.

Os restaurantes podem se cadastrar pelo website do Planeta Orgânico no Circuito Rio Orgânico.

O Rio também vem se tornando referência em alimentação vegetariana no país. São mais de 600 mil vegetarianos na cidade, de acordo com o IBOPE. Haverá no Green Rio uma vitrine com lançamentos de produtos orgânicos e veganos.

Saiba mais sobre o Green Rio / Green Latin America: www.greenrio.com.br

_____________________________________________________________________________________________

Feiras Biofach e Vivaness atingem 50.000 visitantes na Alemanha

O Planeta Orgânico esteve presente acompanhando a BioFach, Feira Mundial de Alimentos Orgânicos, e a Vivaness, Feira Internacional de Cuidados Pessoais Naturais. Os eventos ocorreram simultaneamente em Nuremberg, Alemanha, e atingiram novo recorde com a marca de 50.000 visitantes de 134 países. No total, 2.785 expositores (259 destes na Vivaness) de 88 países, sendo que a edição de 2017 teve um tema especial: a Alemanha como país do ano. Além da cobertura da BioFach / Vivaness, o Planeta Orgânico promoveu o Green Rio/ Green Latin America 2017, que será de 11 a 13 de maio no Rio de Janeiro.

Na abertura da BioFach, foram apresentados dados animadores sobre o mercado da Alemanha. Em 2016, as famílias alemãs gastaram cerca de 9,9% a mais em alimentos e bebidas orgânicos do que no ano anterior. O volume de negócios chegou a 9,48 mil milhões de euros, de acordo com o Bund Ökologische Lebensmittelwirtschaft (Aliança de Produção de Alimentos Orgânicos – BÖLW). Um número crescente de clientes também está comprando cosméticos naturais. O mercado alemão de cosméticos naturais é o mais forte da Europa, com uma quota de mercado de 8,5% e um volume de EUR 1,15 bilhões, de acordo com a pesquisa conjunta da konzepte, GfK, IRI, IMShealth e BioVista.

Petra Wolf, membro da NürnbergMesse Management, comentou: “O país do ano, Alemanha, deu muita inspiração em 2017, assim como o programa diversificado oferecido na região sob o guarda-chuva Nürnberg Die Biometropole (Nuremberg a Biometrópole)”.

“Os empresários alemães orgânicos exibiram seus serviços inovadores de sustentabilidade de uma forma muito especial através da promoção da Alemanha como o país do ano”, disse o Dr. Felix Prinz zu Löwenstein, presidente da BÖLW, no seu resumo positivo.

O Planeta Orgânico acompanhou os eventos em Nuremberg e publica uma sequência de artigos e notícias a respeito.

Fonte: NurembergMesse / Planeta Orgânico

______________________________________________________________________________________________

Agricultura Familiar se destaca no estande brasileiro na Alemanha durante a feira Biofach

Os produtores brasileiros da agricultura familiar fecharam mais de R$ 10,5 milhões (US$ 3.406.000) em negócios e com perspectivas para os próximos doze meses. Por meio da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead), eles tiveram a oportunidade de expor seus produtos e entrar em contato com profissionais de diversos países.

“Os benefícios e vantagens gerados com a participação na BioFach vão além dos negócios fechados. É uma oportunidade para conhecer boas práticas e experiências que podem ser aplicadas para fortalecer a agricultura familiar brasileira”, destaca o secretário especial da Sead, José Ricardo Roseno.

Estar junto com milhares de expositores abre uma oportunidade importante para esse setor do Brasil (agricultura familiar) que tem vocação para a agricultura orgânica e para a agroecologia”, ressalta o coordenador geral de Assuntos da Agricultura Familiar e Cooperação Internacional da Sead, Hur Ben Corrêa da Silva.

No último dia da feira, foi realizada reunião de avaliação com parceiros e representantes do SEBRAE e da Reunião Especializada da Agricultura Familiar do Mercosul (Reaf). Eles ressaltaram os pontos importantes para boas negociações, como os contatos para agendamento antes da feira e a importância de observar produtos e serviços que agregam valor à produção.

Confira os participantes da agricultura familiar brasileira na BioFach:

Fonte: SEAD / Planeta Orgânico

______________________________________________________________________________________________