notícias

27 de Março 2019

 

 

Green Rio realiza parcerias com setores de gastronomia e hotelaria

O Green Rio 2019 terá parcerias com instituições de gastronomia e hotelaria. O SindRio (Bares e Restaurantes), que representa mais de 11 mil empresas, e os Polos de Gastronomia do Rio de Janeiro apoiarão o evento, assim como o RioCVB (hotelaria e pontos turísticos) e Roteiros de Charme, que representa pousadas e refúgios ecológicos em todo Brasil. A cidade do Rio, por exemplo, possui mais de 5 mil estabelecimentos de hospedagens (cerca de 60 mil leitos).

O evento, que reúne, feira, conferência e áreas especializadas para negócios e inovação, será de 23 a 25 de maio na Marina da Glória, Rio de Janeiro:

www.greenrio.com.br

Participe como expositor do Green Rio 2019.

_________________________________________________________________________________________________________

Livro infantil sobre produção sustentável é lançado no Paraná

O susto com a cor vermelha do rio que corre perto de casa levou três crianças a questionarem o pai agricultor sobre o que estava acontecendo. Curiosas, elas descobriram que a vermelhidão da água foi causada pela terra arada sem proteção e levada pela chuva. Os irmãos aprenderam com o pai que havia outra maneira de plantar sem agredir o solo e começaram um trabalho de conscientização dos produtores vizinhos. Esse é o tema do livro infantil “O Mistério do Ribeirão Vermelho”.

Durante visita à feira Show Rural Copavel no estande da Itaipu, a Ministra da Agricultura, Teresa Cristina, participou do lançamento do livro, que trata de técnica sustentável de produção, com uso de palha e rotação de culturas. A técnica é considerada transformadora nas práticas agrícolas no Brasil.

Inspirado na trajetória de Herbert Bartz, agricultor pioneiro na América Latina na adoção do que mais tarde foi chamado de sistema de plantio direto, o livro tem o objetivo de conscientizar alunos do ensino fundamental sobre o respeito à natureza. A obra é uma adaptação do autor Wilhan Santin a outro livro previamente escrito por ele também sobre plantio direto.

Fonte: MAPA

______________________________________________________________________________________________________________

Conversão para Sistemas de Produção Orgânicos

Agrosuisse – Sócio Diretor Fabio Ramos

A produção animal em sistemas de produção orgânico é baseada na recente regulamentação da Lei n° 10.831 que definiu os fundamentos da produção orgânica animal e formaliza o Programa de Boas Práticas da Produção Orgânica Animal e todas as exigências para a produção e processamento dos produtos de origem animal.

O primeiro ponto sobre a legislação da produção orgânica animal é quanto ao período de conversão, de acordo com a lei número 10.831, anexo da Instrução Normativa número 46, para a produção animal, no item 3.4: “o período de conversão será variável de acordo com o tipo de exploração e a utilização anterior da unidade de produção, considerando a situação ecológica e social atual, com duração mínima.

I – para aves de corte: pelo menos (três quartos) do período de vida em sistema de manejo orgânico;

II – para aves de postura: no mínimo 75 (setenta e cinco) dias em sistema de manejo orgânico;

III – para bovinos, bubalinos, ovinos e caprinos, de corte e leiteiros: pelo menos 6 (seis) meses em sistema de manejo orgânico (…)”

No caso específico da pecuária, em relação às pastagens e produção de volumosos, o período de conversão será variável de acordo com o tipo de exploração e a utilização anterior da unidade de produção, considerando a situação ecológica e social atual, com duração mínima de 12 (doze) meses de manejo orgânico ou pousio na produção vegetal de pastagens perenes e formadas.

Após este período de conversão os sistemas de produção são reconhecidos pelas entidades (certificadoras) credenciadas junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, MAPA, e recebem o certificado do Sistema Brasileiro de Avaliação da Conformidade Orgânica, SISORG, e consequentemente o selo Nacional.

_____________________________________________________________________________________________________________

Conheça cinco principais tendências para o mercado de alimentação em 2019, segundo a Innova Market

A Innova Market Insights analisa continuamente o lançamento de alimentos e bebidas para destacar as tendências com maior probabilidade de impactar o setor. O Planeta Orgânico reproduziu cinco principais tendências identificadas para 2019:

1.     Descoberta: o aventureiro consumidor

A indústria de alimentos e bebidas está cada vez mais focada em satisfazer o consumidor aventureiro. Os consumidores estão saindo de suas zonas de conforto para explorar sabores mais ousados e experiências gastronômicas multissensoriais.

2.     O Reino Vegetal

O mercado de vegetais não mostra sinais de desaceleração. As empresas e as marcas estão expandindo seus portfólios para atrair consumidores tradicionais que desejam adicionar mais opções à base de vegetais em suas dietas. Para muitos, a plantação baseada em plantas significa alcançar um equilíbrio saudável e sustentável entre carne e vegetais.

3.     Alternativas para Todos

A busca por proteínas alternativas resultou no aumento do uso de feijão preto, lentilha, ervilha, arroz, nozes e sementes, grão de bico e até mesmo insetos, como ingredientes protéicos para os alimentos.

4.     Apelo Verde

A indústria está cada vez mais comprometida em responder às expectativas dos clientes em torno da sustentabilidade. Isso está impulsionando as metas corporativas, uma vez que os fabricantes se comprometem com o desenvolvimento sustentável de produtos e embalagens, com uma série de iniciativas. Incluindo a redução de resíduos por meio de ingredientes reciclados e reciclagem pós-consumo, bem como melhor biodegradabilidade e novas tecnologias, como cápsulas compostáveis e tintas vegetais.

5.     Snacking: a ocasião definitiva

Para a maioria dos consumidores, o lanche é uma parte da vida diária e sempre foi. O que está mudando, no entanto, é a maneira como as pessoas pensam sobre lanches e o que é considerado um lanche. Snacking tornou-se um foco central de inovação em todas as categorias de alimentos e bebidas, com 10% de crescimento médio anual de lançamentos globais de alimentos e bebidas durante os últimos cinco anos.

As principais tendências para 2019 foram apresentadas pela Innova Market Insights. Para mais informações, visite:
www.innovamarketinsights.com

Fonte: Innova Market Insights / Tradução e Edição: Planeta Orgânico

____________________________________________________________________________________________________________