ALIMENTAÇÃO ESCOLAR É UM DOS DESTAQUES DO PROGRAMA CULTIVANDO ÁGUA BOA

“Que o teu alimento seja a tua medicina, e que a tua medicina seja o teu alimento.” Hipócrates

A cada dia, a alimentação escolar vem ganhando mais importância. O Curso de Formação Continuada sobre a Gestão da Merenda Escolar para Nutricionistas e Merendeiras, iniciado em 2005, é parte integrante do Programa Cultivando Água Boa.

Tal iniciativa vem contribuindo para construção de cardápios alternativos e formação de hábitos alimentares saudáveis.

O Curso de Formação Continuada sobre a Gestão da Merenda Escolar para Nutricionistas e Merendeiras estimula o uso de plantas condimentares e com propriedades funcionais na merenda escolar.  Possibilita prevenção de doenças, fortalece a compra de produtos orgânicos na merenda escolar e estimulando, por consequência, o aumento da produção orgânica local e estadual.

A realização de concursos de receitas saudáveis desenvolvido nas escolas e centros municipais de educação infantil dos municípios da Bacia do Paraná 3 (BP3) transformou-se num grande catalisador. Centenas de merendeiras participam desta iniciativa que resulta em mais do que um livro com receitas saudáveis. Resulta em qualidade de vida. A alimentação consciente tem relação direta com a forma de produção com hábitos alimentares saudáveis e consumo responsável.

Desde 2009, quando foi aprovada a lei que determina que, no mínimo, 30% do que é adquirido para a alimentação escolar nas escolas públicas deve ser comprado da agricultura familiar, o encontro da alimentação escolar com a produção familiar tem promovido uma verdadeira transformação.  Isso significa a melhoria na alimentação de aproximadamente 48 milhões de crianças e adolescentes.

No contexto do Bacia do Paraná 3, alguns dados importantes merecem ser destacados:
– 40% dos municípios possuem Hortas Comunitárias;
– Em 60% dos municípios, o tema Alimentação Saudável está contemplado no Projeto Político Pedagógico;
– 44% dos municípios adquirem alimentos orgânicos para merenda escolar.

Segundo ressaltou Nelton Friedrich, Diretor de Coordenação e Meio Ambiente da Itaipu Binacional, “o maior restaurante que existe em cada município é a escola, onde acontece o fornecimento diário da merenda escolar”. Se somarmos: a importante iniciativa da compra direta, do governo federal, a produção municipal orgânica (agricultura local, libertária e emancipatória), a diminuição da distância percorrida para transporte da merenda escolar (menos CO2 na natureza) e o consumo de merendas saudáveis todos os dias, podemos promover uma verdadeira revolução agroalimentar e de saúde pública, já que, até hoje, não se inventou melhor remédio do que a boa alimentação”.

_________________________________________________________________________________________________________________

<< voltar