2º PRÊMIO BNDES DE BOAS PRÁTICAS PARA SISTEMAS AGRÍCOLAS TRADICIONAIS

O 2º Prêmio BNDES de Boas Práticas para Sistemas Agrícolas Tradicionais foi lançado na quinta-feira, 23 de maio, às 16h, na Marina da Glória, como parte do Green Rio.

O Prêmio BNDES SATs é uma iniciativa do BNDES em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO).

O objeto da premiação é reconhecer boas práticas de salvaguarda e conservação dinâmica de bens culturais e imateriais associados à agrobiodiversidade e à sociobiodiversidade presentes nos Sistemas Agrícolas Tradicionais no Brasil. Serão consideradas boas práticas as ações que tenham sido bem-sucedidas, tanto na sua execução quanto em seus resultados, e que mereçam divulgação e reconhecimento público.

Os sistemas agrícolas de povos indígenas e comunidades tradicionais são parte importante da dinâmica econômica de diversas regiões do país e sua manutenção está vinculada aos saberes ancestrais dessas populações, patrimônios culturais que guardam modos únicos de preservação da agrobiodiversidade.

Sobre a seleção

Quem pode se candidatar

Podem concorrer ao Prêmio BNDES SATs instituições de direito privado, sem fins lucrativos, com existência mínima de 02 (dois) anos, contados da data de publicação do Edital e comprovada composição ou parceria com as comunidades detentoras dos SATs.

Valor previsto

Serão premiadas até 10 ações de boas práticas de SATs no Brasil já realizadas, ou com etapas concluídas. Os três primeiros colocados receberão o valor bruto de R$ 70 mil, e os demais o valor de R$ 50 mil.

Inscrições e edital

_____________________________________________________________________________________________________________

<< voltar