Calendário Agrícola:

f034

auxiliando o produtor a planejar sua produção 

Para planejar o plantio em sistemas agroecológicos, o produtor precisa primeiramente ter clareza de seus objetivos, ou seja, saber o que ele pretende alcançar através do plantio de determinadas espécies vegetais ou da criação de certos animais. Delimitar os objetivos é o primeiro passo para se conhecer quais e quantos recursos (ecológicos, técnicos, mercadológicos e humanos) serão necessários para a realização
do que o agricultor deseja.)

Após esta etapa que é fundamental no planejamento da instalação das culturas, o agricultor deverá fazer usos de alguns critérios (sobretudo de natureza técnica e socioeconômica) que servirão para orientar sua decisão sobre quais são as culturas que irão potencializar as condições e recursos naturais presentes em sua propriedade.

Os critérios mais importantes são:

papoulaAdaptação das espécies vegetais ao local de cultivo

Época de plantio e de comercialização da produção

Tamanho da área de plantio

Distância da propriedade até os pontos de distribuição e venda dos produtos.

Valor agregado superior dos produtos ( produtos selecionados, embalados ou processados na propriedade, produtos certificados orgânicos, entre outros)

Disponibilidade e especialização da mão-de-obra

Sistema de irrigação disponível

Aspecto cultural da região (conhecimento e tradições do agricultor, vocação da região para determinadas culturas, mercado regional)

Outros critérios característicos de cada propriedade, tais como: áreas de preservação permanente (nascentes, rios, matas, morros), suscetibilidade a geadas e a queimadas, vocações não-agrícolas da propriedade (ecoturismo, turismo rural). 

Uma vez escolhidos os principais produtos comerciais do sistema de produção é fundamental, dentro de um enfoque agroecológico, a realização de um planejamento de rotação de culturas, para otimizar o aproveitamento da atividade biológica e dos nutrientes presentes no solo e evitar a reprodução exagerada de organismos que atuem como pragas ou doenças. Na seleção de culturas para a rotação deve-se observar se as plantas: pertencem a famílias botânicas diferentes, têm exigências diferenciadas de nutriente e comprimento de raízes distintos, trazem benefícios para a cultura sucessora, reduzem os custos de produção e melhoram o equilíbrio ecológico do sistema como um todo. Com base nessas diretrizes, o produtor poderá escolher as espécies de modo a favorecer não apenas os processos ecológicos existentes, mas também o aumento total da produção de alimentos por área e a obtenção de produtos finais com alta qualidade nutricional e biológica.

Para tanto, ele irá se valer de um valioso instrumento de decisão: o calendário agrícola que fornece os meses mais indicados para o plantio e a colheita de diversas espécies agrícolas ao longo do ano e de acordo com a região do país. Desta forma, seguro sobre o que deseja de seu sistema de produção, orientado para o manejo integrado da paisagem através do enfoque agroecológico e de posse de instrumentos como o calendário agrícola, o produtor dispõem de toda arsenal necessário para sair vitorioso na empreitada admirável de ofertar alimentos trazem mais saúde para o ser humano e mais qualidade para os ecossistemas naturais.

Clique aqui para
TABELA GERAL DE VARIEDADES DE ESPÉCIES FRUTÍFERAS
entr12

 

<< voltar